Última hora

Última hora

Eleições britânicas são quebra-cabeças para Cameron e Milliband

Com os conservadores e trabalhistas taco-a-taco, é impossível para qualquer dos dois alcançar uma maioria sem alianças.

Em leitura:

Eleições britânicas são quebra-cabeças para Cameron e Milliband

Tamanho do texto Aa Aa

David Cameron ou Ed Milliband: Um destes homens vai ser o próximo primeiro-ministro do Reino Unido, mas a chefia do governo pode ser um presente envenenado quer para um, quer para outro.

Quer os britânicos votem na continuidade e o conservador Cameron continue no posto, quer Ed Milliband traga o Partido Trabalhista de volta ao governo, o vencedor vai deparar-se com dois problemas:

O primeiro é a margem muito pequena face ao adversário, já que os dois partidos estão taco-a-taco. O outro é a dispersão de votos, com a entrada em cena de novas forças, que faz com que nem os conservadores nem os trabalhistas devam conseguir uma maioria, ficando obrigados a formar alianças com outros partidos.

Se os eurocéticos do UKIP, dirigido por Nigel Farage, são parceiros de coligação pouco prováveis, já as outras duas grandes forças vão ter uma palavra importante a dizer: Os liberais-democratas de Nick Clegg, atuais parceiros de Cameron, e os nacionalistas escoceses de Nicola Sturgeon vão ajudar a decidir quem vai passar pela mais famosa das portas com o número 10.