Última hora

Última hora

Turquia teme instabilidade política

O presidente turco receia a instabilidade política no país e exorta à rápida formação de um governo de coligação, caso contrário a única saída deste

Em leitura:

Turquia teme instabilidade política

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente turco receia a instabilidade política no país e exorta à rápida formação de um governo de coligação, caso contrário a única saída deste impasse será a realização de eleições antecipadas.

Tayyip Erdogan, dise que “todas as partes devem deixar egos de lado e formar um novo governo o mais rapidamente possível no âmbito do processo constitucional e esse processo deve continuar com a compreensão de que a continuidade é uma obrigação para o Estado.”

O resultado das eleições de 7 de junho deixou o AKP sem maioria e obriga à procura de um parceiro para governar.

Selahattin Demirtas, líder do HDP afirma: “Nós não vamos fazer qualquer comentário antes de ver todas as oportunidades de coligação. Mas a respeito de uma aliança com o AKP… vamos falar de outras opções.”

O HDP, pró-curdo Partido Democrático Popular da Turquia (HDP) disse que estava aberto a todas as opções para um governo de coligação desde que não seja com o AKP.

Quatro dias após o revés para sua própria formação o presidente da Turquia reuniu com Deniz Baykal, influente ex-líder do partido laico Republicano do Povo (CHP). Após a reunião, Baykal disse que Erdogan está disposto a qualquer acordo de coligação, inclusive um que exclua o AKP.