Última hora

Última hora

Moeda do autoproclamado Estado Islâmico já circula... nas redes sociais

Em leitura:

Moeda do autoproclamado Estado Islâmico já circula... nas redes sociais

Moeda do autoproclamado Estado Islâmico já circula... nas redes sociais
Tamanho do texto Aa Aa

Já era conhecida, desde novembro do ano passado, a intenção do auto designado Estado Islâmico (ISIS) de cunhar a sua própria moeda, mas parece que o desejo já ganhou forma, a avaliar pelas fotografias que circulam na internet e que são semelhantes ao design anunciado no final de 2014.

As moedas são inspiradas nos antigos dinares do califado de Uthman do século XII. O dinar, que nessa época era cunhado em ouro e prata, ainda é usado em diversos países do Médio Oriente, apesar de atualmente serem utilizados outros materiais.

Imagens publicadas pelo ativista anti-ISIS Abu Ibrahim Raqqawi, que vive na cidade síria de Raqqa, controlada pelo movimento islamista, mostram um dinar em ouro com o símbolo de sete hastes de trigo, mencionado no Alcorão, e outra moeda de cinco dinares de ouro com um mapa-mundo.

As fotos das alegadas moedas do ISIS foram também divulgadas em contas pró-movimento islamista nas redes sociais.

O movimento Estado Islâmico terá também anunciado a sua taxa de câmbio, segundo TerrorMonitor.org. Um dinar de ouro vale 139 dólares, enquanto um dinar de prata equivale a um dólar.

Como é financiado o ISIS?

É polémico e não há provas, mas muitos acusam os estados do Golfo, sobretudo a Arábia Saudita, mas também o Qatar, o Kuwait e os Emirados Árabes Unidos, de financiarem os jihadistas.

Quanto a outras fontes de receita não há dúvidas. O ISIS, considerada a organização terrorista mais rica do mundo, financia-se através dos campos de petróleo que controla no oeste do Iraque e no leste da Síria, embora os ganhos tenham caído depois de a coligação ter bombardeado algumas dessas infraestruturas.

Os jihadistas recorrem também à extorsão e aos sequestros para ganhar dinheiro. Outra fonte de receitas são os donativos, feitos essencialmente por financeiros
da região do Golfo Pérsico.

O autoproclamado Califado, liderado por Abu Bakr Al Baghdadi, cobre agora uma área territorial com mais de seis milhões de habitantes na Síria e no Iraque. O ISIS controla a província síria do petróleo de Deirr Zorr, as cidades iraquianas de Mosul e Tikrit, e a província estratégica de Anbar.