Última hora

Última hora

EUA e Egito relançam "parceria estratégica"

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, relançou este domingo no Cairo a “parceria estratégica” com o Egito. Desde a revolta egípcia de

Em leitura:

EUA e Egito relançam "parceria estratégica"

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, relançou este domingo no Cairo a “parceria estratégica” com o Egito.

Desde a revolta egípcia de 2011 que as relações entre Washington e o Cairo não têm sido as melhores.

Durante a manhã, Kerry encontrou-se com o presidente Abdel Fattah al-Sissi e copresidiu, com o seu homólogo egípcio Sameh Shukri, ao “diálogo estratégico”, cuja última edição remonta a 2009.

“O diálogo contribuiu para revermos relações bilaterais diferentes, através de novas ideias que definem a relação entre os dois países no futuro, principalmente na cooperação militar e na segurança”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros do Egito.

John Kerry confirmou o empenho e a cooperação dos Estados Unidos na luta contra o terrorismo.

“Falámos de forma muito honesta sobre os desafios da luta contra o terrorismo, mesmo quando está em curso um processo político abrangente que pode dar aos cidadãos a oportunidade construir o seu próprio futuro. Concordámos que devemos explorar as oportunidades para fortalecer a nossa relação em termos de segurança”, afirmou o chefe da diplomacia norte-americana.

No final de julho os Estados Unidos entregaram ao Egito oito aviões de combate F-16 , estando prevista a entrega de mais quatro aparelhos até ao fim do ano.

“O regresso a uma relação amistosa entre os Estados Unidos e o Egito deve-se ao facto de os dois países terem de enfrentar o terrorismo galopante no Médio Oriente. Contudo isso não anula os diferendos ainda existentes, sendo o desrespeito pelos direitos humanos no Egito, um dos mais importantes”, afirmou Mohammed Shaikhibnrahim, da Euronews, no Cairo.