Última hora

Última hora

Banguecoque: Caça ao principal suspeito do atentado ao santuário Erawan

A polícia tailandesa acredita que uma rede de pelo menos 10 pessoas foi responsável pelo atentado ao santuário hindu de Erawan, em Banguecoque

Em leitura:

Banguecoque: Caça ao principal suspeito do atentado ao santuário Erawan

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia tailandesa acredita que uma rede de pelo menos 10 pessoas foi responsável pelo atentado ao santuário hindu de Erawan, em Banguecoque.

Nenhum grupo veio reivindicar a responsabilidade pela explosão, que deixou 20 mortos.

Foi realizada uma cerimónia em honra das vítimas neste santuário – considerado um local turístico muito procurado e que estava repleto de pessoas na altura do ataque.

A polícia tailandesa está concentrada numa autêntica caça ao homem. O principal suspeito aparece nas gravações das câmaras de segurança deixando uma mochila no santuário.

Segundo as autoridades, a conclusão preliminar não aponta para um incidente ligado ao terrorismo internacional.