Última hora

Última hora

Entrada de migrantes no túnel da Mancha lança o caos na circulação dos Eurostar

A entrada de migrantes nos acessos ao túnel do Canal da Mancha obrigou a interromper a circulação de seis comboios Eurostar, que fazem a ligação

Em leitura:

Entrada de migrantes no túnel da Mancha lança o caos na circulação dos Eurostar

Tamanho do texto Aa Aa

A entrada de migrantes nos acessos ao túnel do Canal da Mancha obrigou a interromper a circulação de seis comboios Eurostar, que fazem a ligação entre Londres e Paris. Centenas de passageiros de uma das composições tiveram de esperar várias horas numa gare ferroviária junto a Calais. Segundo alguns relatos no interior das carruagens, era possível ouvir pessoas a tentar trepar para cima do comboio. Dois trajetos tiveram de ser cancelados e regressar ao ponto de partida. Muitos viajantes queixavam-se da falta de comunicação por parte dos serviços da Eurostar.

Uma passageira conta a sua experiência: “tivemos de esperar junto à entrada do túnel, porque disseram-nos que havia pessoas nas linhas. Esperámos cerca de três horas. No final, sem nos fornecerem mais pormenores, informaram-nos que tínhamos de regressar. Não sabemos se há gente bloqueada nas linhas, se eles não conseguem tirá-los. Decidiram que íamos voltar para Londres”.

Em Calais concentram-se mais de 3 mil migrantes. Muitos deles procuram incessantemente uma forma de alcançar o Reino Unido. Até ao final de julho, as autoridades registavam todas as noites cerca de 2 mil tentativas de atravessar o túnel. Nos últimos meses, pelo menos 9 migrantes morreram.