Última hora

Última hora

Croácia reencaminha refugiados mas Hungria fecha a fronteira

Os autocarros vão-se sucedendo na localidade de Beli Manastir, na Croácia. Centenas de migrantes tentam entrar nos transportes para alcançar a

Em leitura:

Croácia reencaminha refugiados mas Hungria fecha a fronteira

Tamanho do texto Aa Aa

Os autocarros vão-se sucedendo na localidade de Beli Manastir, na Croácia. Centenas de migrantes tentam entrar nos transportes para alcançar a Hungria. O ponto que pretendem atingir, do outro lado da fronteira, é Beremend, para onde as autoridades húngaras mobilizaram mais de 200 polícias. Budapeste quer estancar completamente as entradas. Mas o governo croata realça que já não tem capacidade para fazer face à chegada contínua de refugiados.

Point of view

Temos um coração, mas também cabeça.

O primeiro-ministro, Zoran Milanovic, não hesita em dizer: “O nosso país não aguenta mais. Em apenas dois dias, chegaram à Croácia mais de 13 mil pessoas. Não temos formas de controlar toda a gente, não temos alojamento para todos. Esta situação coloca em risco a economia, o turismo, a rede de transportes. Temos um coração, mas também cabeça.”

Escassos quilómetros separam Beli Manastir de Beremend. Zagreb assume que continua a desviar o fluxo migratório para a vizinha Hungria, depois de Budapeste ter isolado a fronteira com a Sérvia, colocando arame farpado ao longo de 175 quilómetros. Agora, o mesmo está a ser feito ao longo da linha que a separa da Croácia.