Última hora

Última hora

"Europe Weekly": Crise migratória continua definir rumo da agenda europeia

A semana voltou a ser dominada pela crise migratória, que assume contornos dramáticos no velho continente. Do encontro dos ministros do Interior da

Em leitura:

"Europe Weekly": Crise migratória continua definir rumo da agenda europeia

Tamanho do texto Aa Aa

A semana voltou a ser dominada pela crise migratória, que assume contornos dramáticos no velho continente. Do encontro dos ministros do Interior da União Europeia apenas saiu a aprovação da proposta da Comissão Europeia para distribuir 40 mil refugiados. Mais de 500 mil pessoas entraram na UE em oito meses. O assunto está em destaque em mais uma edição de “Europe Weekly”, programa onde passamos em revista os temas que marcam a agenda europeia.

Neste contexto, o Parlamento Europeu aprovou por maioria a proposta da Comissão Europeia para recolocar, com caráter obrigatório, 120 mil refugiados que se encontram na Grécia, Hungria e Itália. O voto dá o pontapé de saída para a possibilidade de se tomar uma decisão final na próxima Cimeira, por maioria qualificada.

Por outro lado, o secretário-geral das Nações Unidas disse estar chocado com os acontecimentos violentos registados nas fronteiras entre a Sérvia e a Hungria, entre a polícia húngara e refugiados. Apesar de a Hungria ter anunciado o encerramento das fronteiras por 30 dias, as pessoas continuam a amontoar-se tentado entrar no país.

Depois da violência, Budapeste apelou à Sérvia para intervir de forma a parar os ataques à polícia húngara vindos de território sérvio. Belgrado decidiu reforçar as fronteiras e o primeiro-ministro húngaro optou por construir mais vedações nas fronteiras com a Roménia e a Croácia. Janis Emmanouilidis, do Centro de Política Europeia, comentou os últimos desenvolvimentos em entrevista à Euronews.

Osama Abdul Mohsen – que foi vítima de uma rasteira de uma repórter de imagem enquanto corria com o filho, Zaid, na fronteira entre a Sérvia e a Hungria – prepara-se para começar uma vida nova como treinador de futebol em Espanha. O caso de sucesso de um refugiado da Síria.

A agenda da próxima semana:

Terça-feira – Presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, debate, juntamente com a Comissão de Assuntos Económicos e Monetários, o novo programa de resgate à Grécia, dois dias depois das eleições no país.

No mesmo dia, os ministros do Interior da União Europeia encontram-se de novo para tentar procurar uma saída para a crise migratória.

Quarta-feira – Chefes de Estado e de Governo reúnem-se para tentar encontrar uma estratégia europeia comum em matéria migratória.