Última hora

Última hora

Síria, entre o inferno da guerra e a vida ordinária

Uma reportagem da Televisão da República Checa mostra o dia-a-dia de combates em zonas de Damasco, em contraste com zonas onde a vida parece decorrer de forma perfeitamente normal.

Em leitura:

Síria, entre o inferno da guerra e a vida ordinária

Tamanho do texto Aa Aa

Na Síria, os combates continuam em torno de duas aldeias alegadamente capturadas pelo grupo armado Estado Islâmico.

Na aldeia deserta de Kufra, perto de Alepo, há trocas de tiros entre combatentes do Exército Sírio Livre e militantes do Daesh, a acreditar num vídeo amador revelado agora.

Outras imagens, da ČT (televisão estatal da República Checa), mostram a capital, Damasco, devastada por quatro anos de guerra civil. A ČT emitiu, há poucos dias, uma entrevista exclusiva com Bashar el-Assad.

Jobar, um dos bairros periféricos onde a guerra começou, é um dos locais onde os combates diários entre os rebeldes e as tropas fiéis a Bashar el-Assad continuam. Quando as lutas não acontecem no solo, acontecem nos túneis, escavados pelas várias partes em conflito. Túneis que às vezes, sobretudo dutrante a noite, servem para a troca de mensagens com insultos mútuos já que, por vezes, cada boca do túnel é controlada por um lado diferente.

Apesar da destruição, há zonas da capital síria que parecem intactas e onde a vida poderia parecer perfeitamente normal, se não fosse a sombra de uma guerra que já fez 250 mil mortos e 11 milhões de deslocados.