Última hora

Última hora

Republicanos e democratas unidos nas críticas a Donald Trump

Donald Trump conseguiu unir republicanos e democratas. As palavras do bilionário na segunda-feira à noite no estado da Carolina do Sul, durante uma

Em leitura:

Republicanos e democratas unidos nas críticas a Donald Trump

Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump conseguiu unir republicanos e democratas. As palavras do bilionário na segunda-feira à noite no estado da Carolina do Sul, durante uma ação de campanha para as primárias republicanas, continuam a ecoar por todo o lado. Apesar das críticas o candidato que lidera as sondagens reiterou horas depois as palavras polémicas:

Point of view

O que foi ontem proposto não é o que o nosso partido defende e, mais importante, não é o que este país defende

“Eu apelo a um fecho total e completo dos Estados Unidos aos muçulmanos até que os representantes do nosso país consigam perceber o que diabo está a acontecer. Não temos outra escolha!

Além das inúmeras críticas dos democratas, o candidato republicano foi duramente criticado pelo seu próprio campo. As palavras do presidente da câmara baixa do congresso, Paul Ryan, são claras:

“Normalmente não comento o que se passa na campanha presidencial, mas hoje vou abrir uma exceção. Isto não é conservadorismo. O que foi ontem proposto não é o que o nosso partido defende e, mais importante, não é o que este país defende. Há muitos muçulmanos que servem nas nossas forças armadas e que morrem pelo país, e há também muitos muçulmanos que servem aqui na Câmara dos Representantes e que trabalham diariamente para honrar e defender a Constituição.”

As palavras de Donald Trump surgem na sequência do homicídio de 14 pessoas na cidade californiana de São Bernardino, no dia 2 de dezembro, por um casal de descendência paquistanesa.