Última hora

Última hora

Sérvia: Antigo ministro entre dezenas de detidos em operação anti-corrupção

Segundo Belgrado, os suspeitos terão desviado mais de cem milhões de euros em quase uma década.

Em leitura:

Sérvia: Antigo ministro entre dezenas de detidos em operação anti-corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

A Sérvia anunciou este sábado 79 detenções no quadro de uma investigação de grande envergadura, no âmbito da luta contra o crime financeiro e a corrupção no setor público.

O Ministro do Interior sérvio (Administração interna), Nebojsa Stefanovic, disse que os suspeitos teriam desviado cerca de 100 milhões de euros entre 2004 e os nossos dias.

“Os detidos enfrentam acusações em tribunal porque temos provas suficientes para suspeitar de que, entre 2004 e os nossos dias, estas pessoas cometeram crimes como lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e emissão de falsos documentos, subornos, abuso de poder e desvio de fundos públicos”, disse o Ministro do Interior sérvio em conferência de imprensa.

Esta é a maior operação anticorrupção de sempre na Sérvia, segundo o Governo, e “não tem em conta nem o partido político dos possíveis suspeitos, nem a função que ocupem”.

Uma posição rejeitada pelo líder da oposição Bojan Pajtic, do Partido Democrático, para quem se trata “de um conjunto de detenções com caráter político”.

Um dos detidos foi Ministro da Agricultura e é membro do Partido Democrático. Slobodan Milosavljevic foi também presidente da Câmara de Comércio da Sérvia.

Outros detidos seriam, segundo os media sérvios, Zorana Markovic, antiga diretora da Agência Nacional da Luta Contra a Corrupção e Zeljko Zunic, homem de negócios, assim como vários altos funcionários do Estado.

Embora muitos dos detidos pertençam ao Partido Democrático, outros fazem parte do Partido Socialista, atualmente no poder.

As autoridades sérvias disseram ainda que as investigações se tinham intensificado ao longo do último ano e que a polícia continua a investigar mais cinco suspeitos.

As detenções ocorrem duas semanas depois da Sérvia ter aberto os dois primeiros capítulos das negociações de adesão à União Europeia.