TUI reorienta oferta de destinos turísticos por questões de segurança

Access to the comments Comentários
De  Patricia Cardoso  com Reuters, comunicado de imprensa
TUI reorienta oferta de destinos turísticos por questões de segurança

<p>O grupo <span class="caps">TUI</span>, o maior operador turístico do mundo, viu as reservas para a Turquia, este verão, recuarem 40%, devido a questões de segurança. As mesmas razões estão a afastar os turistas do norte de África. </p> <p>O operador turístico está a investir em Cabo Verde e na Bulgária como destinos alternativos, e regista uma subida da procura pelas Ilhas Canárias ou pela Grécia. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">.<a href="https://twitter.com/Cruisedotco"><code>Cruisedotco</a> boss confirms plan for new private equity deal | <a href="https://twitter.com/tui_travel"></code>Tui_Travel</a> switches capacity as <a href="https://twitter.com/hashtag/Turkey?src=hash">#Turkey</a> slumps 40% <a href="https://t.co/ZbJTmvVs90">https://t.co/ZbJTmvVs90</a></p>— Stu Parish (@StuParish) <a href="https://twitter.com/StuParish/status/696994046821212160">9 fevereiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>No primeiro trimestre, a <span class="caps">TUI</span> teve prejuízos de 101 milhões de euros, menos do que no mesmo período do ano passado. Contabilizou ainda uma desvalorização de 42 milhões de euros na sua participação no armador Hapag-Lloyd. </p> <p><a href="http://www.tuigroup.com/en-en/media/press-releases/2016/TUI-Group-delivers-good-start-to-financial-year-2015-16">Veja aqui as contas trimestrais do Grupo <span class="caps">TUI</span></a></p>