Última hora

Última hora

O Ano Novo chinês e os sarilhos do Facebook na Índia

Esta edição de Business Line foi feita sob o signo do... macaco.

Em leitura:

O Ano Novo chinês e os sarilhos do Facebook na Índia

Tamanho do texto Aa Aa

Em toda a Ásia, as pessoas estão a celebrar o Ano Novo Lunar. O Ano do Macaco começou a 8 de fevereiro. Além dos desejos de Ano Novo, há muitas tradições associadas à data: Muitas delas têm a ver com dinheiro.

Talvez a mais conhecida seja a tradição chinesa do envelope encarnado com dinheiro dentro. Normalmente, são oferecidos aos jovens pelos pais ou avós. Assim que se começa a ganhar dinheiro, é altura de começar a oferecê-los à geração mais nova. Mas não dinheiro qualquer. Idealmente, deve tratar-se de notas novas. Diz-se também que dá sorte andar com notas novas em folha no bolso.

É importante não perder, emprestar ou pedir dinheiro emprestado por altura do ano novo. É visto como mau agoiro para o ano à frente.

Nesta edição vamos ver o que mudou nas finanças chinesas, enquanto a população celebra a chegada do ano do macaco.

Na rubrica “This is IT” vamos debruçar-nos sobre os problemas que o Facebook está a enfrentar na Índia com o novo plano que prevê um acesso móvel gratuito a determinados sites. É um esquema que, segundo os reguladores, viola o princípio da neutralidade da internet.