Irão: afluência às urnas levou a mais de 5 horas de prolongamento

Access to the comments Comentários
De  Dulce Dias  com Reuters
Irão: afluência às urnas levou a mais de 5 horas de prolongamento

<p>Depois de várias horas de prolongamento, para fazer face à afluência, as mesas de voto encerraram, finalmente, no Irão. Milhões de iranianos precipitaram-se para escolher os 290 deputados do parlamento e os 88 membros da Assembleia dos Peritos – religiosos que escolhem o líder supremo.</p> <p>Estas são as primeiras eleições após o acordo nuclear e o levantamento das sanções contra o Irão.</p> <p>O presidente Hassan Rohani quer inverter a tendência conservadora, que domina as duas instituições. Com o apoio dos moderados, liderados pelo ex-presidente Akbar Hashemi Rafsanjani, espera ter margem de manobra para levar a cabo as reformas necessárias para reconstruir a economia do país.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="fr" dir="ltr">Iran election: Rouhani's reformist approach faces voters <a href="https://t.co/W3dwxo1Q4L">https://t.co/W3dwxo1Q4L</a> <a href="https://t.co/vFPowzIBZ9">pic.twitter.com/vFPowzIBZ9</a></p>— Nikkei Asian Review (@NAR) <a href="https://twitter.com/NAR/status/703313943486279680">26 février 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>55 milhões de eleitores foram chamados às urnas. As assembleias de voto encerraram às 23h45 locais – 20h15 em Lisboa -, ou seja mais de cinco horas após o primeiro horário estabelecido. Este tipo de prolongamento é normal, no Irão.</p>