Última hora

Última hora

Irão: afluência às urnas levou a mais de 5 horas de prolongamento

Milhões de iranianos precipitaram-se para escolher os 290 deputados do parlamento e os 88 membros da Assembleia dos Peritos - religiosos que escolhem o líder supremo

Em leitura:

Irão: afluência às urnas levou a mais de 5 horas de prolongamento

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de várias horas de prolongamento, para fazer face à afluência, as mesas de voto encerraram, finalmente, no Irão. Milhões de iranianos precipitaram-se para escolher os 290 deputados do parlamento e os 88 membros da Assembleia dos Peritos – religiosos que escolhem o líder supremo.

Estas são as primeiras eleições após o acordo nuclear e o levantamento das sanções contra o Irão.

O presidente Hassan Rohani quer inverter a tendência conservadora, que domina as duas instituições. Com o apoio dos moderados, liderados pelo ex-presidente Akbar Hashemi Rafsanjani, espera ter margem de manobra para levar a cabo as reformas necessárias para reconstruir a economia do país.

55 milhões de eleitores foram chamados às urnas. As assembleias de voto encerraram às 23h45 locais – 20h15 em Lisboa -, ou seja mais de cinco horas após o primeiro horário estabelecido. Este tipo de prolongamento é normal, no Irão.