Última hora

Última hora

Tropeção do Barcelona deixa tudo em aberto em Espanha, Leicester continua o conto de fadas

O futebol é um desporto verdadeiramente imprevisível. Há apenas três semanas, o Barcelona tinha uma mão no título espanhol graças aos nove pontos de

Em leitura:

Tropeção do Barcelona deixa tudo em aberto em Espanha, Leicester continua o conto de fadas

Tamanho do texto Aa Aa

O futebol é um desporto verdadeiramente imprevisível. Há apenas três semanas, o Barcelona tinha uma mão no título espanhol graças aos nove pontos de vantagem sobre o Atlético de Madrid. Agora, está tudo em aberto com três pontos a separarem os dois clubes.

Desde 2007 que o Barcelona não vence no terreno da Real Sociedad e este sábado voltou a cair em Anoeta. Ainda é cedo para falar em crise, até porque os catalães seguem isolados no comando e têm vantagem no confronto direto. Mas com oito pontos perdidos nas últimas três jornadas e um duelo que se prevê intenso frente ao Atlético Madrid por um lugar nas meias-finais da Liga dos Campeões pelo meio, tudo está em aberto.

A rotação de jogadores de Luis Enrique saiu cara, já Diego Simeone não correu riscos e apostou no onze de gala do Atlético para o duelo frente ao Espanyol.

Os “colchoneros” estiveram a perder mas conseguiram dar a volta ao marcador e estão agora a três pontos da liderança. A um ponto apenas está o Real, que goleou o Eibar e volta a estar na luta pelo título.

Ainda mais inacreditável é a situação na Premier League. Há um ano, o Leicester era lanterna vermelha, agora está prestes a vencer um título com que nem ousava sonhar.

Os “foxes” foram a Sunderland vencer por dois golos sem resposta e estão a três vitórias de se sagrarem campeões pela primeira vez na sua história. A cinco jornadas do fim a equipa de Claudio Ranieri, que tinha apenas a manutenção como objetivo, tem sete pontos de vantagem sobre o Tottenham, que se impôs categoricamente ao Manchester United por 3-0 e ainda está na corrida.

Ases e Azelhas

Cristiano Ronaldo é uma verdadeira máquina de fazer golos. Frente ao Eibar chegou aos 30 esta temporada e tornou-se no primeiro futebolista da história a atingir essa marca num dos cinco grandes campeonatos europeus em seis temporadas consecutivas.

Andy Carroll apontou um hat-trick frente ao Arsenal e precisou de apenas oito minutos para o fazer. Tornou-se apenas no segundo jogador do West Ham a marcar por três vezes num dérbi de Londres, Paul Kitson já o havia feito frente ao Charlton.

Quem vai de mal a pior é o Mónaco, que sofreu uma pesada derrota por 4-1 em Lille e perdeu o segundo lugar para o Lyon. Os monegascos chegaram a ter dez pontos de vantagem sobre os lioneses.