Última hora

Última hora

European Lab: o futuro da cultura num mundo globalizado

Em leitura:

European Lab: o futuro da cultura num mundo globalizado

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro da cultura num mundo globalizado é o grande tema do European Lab, um fórum de debate que acompanha o festival de música eletrónica Nuits

O futuro da cultura num mundo globalizado é o grande tema do European Lab, um fórum de debate que acompanha o festival de música eletrónica Nuits sonores” na cidade francesa de Lyon.

Point of view

A cultura torna-se ainda mais importante nas situações de pobreza e erosão dos laços sociais, quando a tentação natural de quem sofre é fechar-se em si próprio, rejeitar o outro e ter uma visão fechada da própria identidade. Mais do que nunca na história europeia a cultura é hoje necessária precisamente porque há problemas.

“Há uma nova geração que se apercebe de que a paz não é eterna que a guerra está na Europa e que a prosperidade não está garantida, que atravessamos uma crise económica profunda, que as instituições democráticas e a construção europeia não são eternas. Desde 1945 nunca houve um tal questionamento do principio democrático no seio da União Europeia”, afirmou o escritor francês Raphaël Glucksmann.

Outro dos temas em destaque no European Lab foi a utilização dos dados obtidos através da Internet. Empresas como a Google ou a Amazon gerem grandes quantidades de dados e criam o perfil de cada consumidor com base em algoritmos.

O investigador bielorrusso Evgeny Morozov estuda as implicações sociais e políticas das novas tecnologias.

“Temos de abordar essas plataformas como abordamos a indústria de comida de plástico ou os casinos que fabricam produtos que viciam as pessoas. Os produtos culturais da era das plataformas digitais seguem o mesmo princípio. São elaborados cuidadosamente para agradar mas isso não signfica que mereçam mesmo o nosso apreço”, disse o investigador.

A crise financeira dos Estados tem levado ao desinvestimento nas políticas culturais. Para Raphaël Glucksmann, trata-se de um erro porque a cultura é essencial nos momentos de crise.

“A cultura torna-se ainda mais importante nas situações de pobreza e erosão dos laços sociais, quando a tentação natural de quem sofre é fechar-se em si próprio, rejeitar o outro e ter uma visão fechada da própria identidade. Mais do que nunca na história europeia a cultura é hoje necessária precisamente porque há problemas”, sublinhou o escritor.

O fórum European Lab desenrola-se entre 4 e 6 de maio em Lyon. O festival nuits sonores termina a 8 de maio.