Última hora

Em leitura:

Fotógrafo de guerra dos EUA distinguido com Prémio Princesa das Astúrias da Comunicação e Humanidades

mundo

Fotógrafo de guerra dos EUA distinguido com Prémio Princesa das Astúrias da Comunicação e Humanidades

Publicidade

O fotógrafo de guerra norte-americano, James Nachtwey, foi distinguido, esta quinta-feira, com o Prémio Princesa das Astúrias da Comunicação e Humanidades.

O júri da 36ª edição deste galardão, presidido pelo empresário José Lladó,considerou que “o seu compromisso pessoal levou-o a cobrir mais de 30 conflitos bélicos e crises humanas, sem abdicar dos princípios éticos do informador nem disfarçar a opinião da câmara”.

James Nachtwey nasceu em março de 1948, em Nova Iorque.
Formou-se em História da Arte e Ciências Políticas pela Dartmouth College, em 1970, mas influenciado por imagens da guerra do Vietname e pelo Movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos, decidiu fazer da fotografia carreira.

Começou nas ruas de Belfast, em 1981, cobriu a guerra do Sri Lanka no meio de grupos de rebeldes, documentou o horror na Cisjordânia, Kosovo, Ruanda, Bósnia ou Afeganistão. Passou 34 anos da sua vida em zonas de conflito.

Em 2003, foi atingido por estilhaços no ventre e nas pernas, tendo ficado inconsciente, após a explosão de uma granada quando acompanhava uma patrulha militar dos EUA em Bagdad. No ano passado, foi atingido por um tiro durante um protesto na Tailândia.

Nachtwey ilustrou páginas de publicações como a Time Magazine e fez parte das agências Black Star, de 1980 a 1985, e Magnum – fundada por Robert Capa e Henri Carter Bressonde -, de 1986 a 2001, ano em que criou a Agência VII.

Entre os trabalhos mais conhecidos estão: Gold Medal Lebanon (1983), Photos of El Salvador (1984), Island at War (1986), Election Violence for South Africa (1993) e Indonesia: Descent into Madness (1998).

James Nachtwey foi ainda premiado pela World Press Photo Award, Leica Award e Henry Luce Award.

Os Prémios Princesa das Astúrias, em honra da atual herdeira da coroa espanhola, Leonor de Borbón, serão entregues numa cerimónia no Teatro Campoamor de Oviedo, em outubro.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte