Última hora

Em leitura:

Fed: Analistas não esperam aumento das taxas de juro

economia

Fed: Analistas não esperam aumento das taxas de juro

Publicidade

Mantém-se a incerteza nos mercados em relação àquilo que a Reserva Federal norte-americana pretende fazer. Para os analistas, no final da reunião que termina esta quarta-feira, os responsáveis do banco central norte-americano não deverão mexer nas taxas de juro.

O cenário de um voto favorável à saída do Reino Unido da União Europeia tornou-se mais provável, o que impõe prudência à Fed.

“Neste momento, acho que é pouco provável um aumento das taxas de juro em julho. Há que olhar numa perspetiva de longo prazo. Parece-nos improvável um aumento da taxa possivelmente até depois das eleições. Acho que o Fed vai dizer ok. Se não for este verão, será mais adiante, fica apenas um pouco arriscado, com o aproximar das eleições”, prevê o Mike Bailey, diretor de pesquisa na FBB Capital Partners.

Os dados de Maio para o mercado de trabalho, divulgados na passada quarta-feira, reveleram o ritmo de crescimento do emprego mais lento dos últimos seis anos, com apenas 38 mil novos postos de trabalho criados, e estes números são igualmente um motivo para que a Fed evite decisões precipitadas na sua intenção de reconduzir as taxas de juro dos EUA a um nível mais normal.

A Reserva Federal norte-americana tem sido acusada de colocar em causa a sua própria credibilidade, por falta de clareza na definição da sua estratégia, depois de ter recuado em relação ao quadro que traçou no final do ano passado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte