This content is not available in your region

UK: Justiça acusa Thomas Mair do assassinato de Jo Cox

Access to the comments Comentários
De  Euronews
UK: Justiça acusa Thomas Mair do assassinato de Jo Cox

<p>A justiça britânica acusa formalmente Thomas Mair, 52 anos, do assassinato da deputada Jo Cox. O suspeito deve comparecer este sábado diante do juiz do tribunal Westminster.</p> <p>A polícia britânica concentra as investigações na saúde mental do suspeito do assassínio da deputada Jo Cox e na sua relação com a extrema-direita.</p> <p>Embora os motivos do homicídio não tenham ainda sido identificados claramente, o histórico mental do suspeito e prováveis laços com o extremismo de direita são a linha prioritária da investigação, segundo o comandante da polícia de West Yorkshire.</p> <p>“Estamos cientes da especulação nos media sobre os problemas de saúde mental do suspeito esta é uma linha clara do inquérito. Estamos a seguir também a informação sobre as suas ligações à extrema-direita uma pista importante do inquérito e esperemos que essas duas linhas ajudem a descobrir o motivo deste ataque contra Jo”.</p> <p>A confirmar-se a motivação política do atentado será o primeiro no Reino Unido desde os anos 80, 90 altura em que este tipo de ações eram atribuidas ao <span class="caps">IRA</span> (Exército Republicano Irlandês).</p> <p>Na quinta-feira, a deputada britânica, de 41 anos, mãe de dois filhos, foi atacada a tiro e à facada em Birstall, no norte da Inglaterra, tendo falecido no seguimento dos ferimentos num hospital de Leeds.</p> <p>Cox era partidária da permanência do Reino Unido na União Europeia, cujo referendo será no próximo dia 23. </p> <p>Segundo vários meios de comunicação, o agressor gritou “Reino Unido primeiro!”, um slogan da extrema-direita britânica.</p>