Última hora

Em leitura:

Nigel Farage no centro da polémica no Parlamento Europeu

mundo

Nigel Farage no centro da polémica no Parlamento Europeu

Publicidade

Foi uma manhã de polémica, no Parlamento Europe, no debate sobre o Brexit. Os ânimos exaltaram-se quando Nigel Farage acusou os eurodeputados de nunca terem trabalhado na vida. Martin Schulz pediu contenção nas palavras ao britânico e cabeça fria aos eurodeputados que reagiam às palavras de Farage.

Quando as coisas estavam ainda calmas, momentos antes, Jean-Claude Juncker tinha pedido ação ao Reino Unido:

“Peço ao governo do Reino Unido, que continua a ser um país amigo, e falarei mais tarde com o Primeiro-ministro Cameron, os britânicos continuarão a ser nossos amigos apesar da votação, pedir-lhe-ei, a Cameron, que clarifique, o mais rapidamente possível, a situação. A incerteza não pode prolongar-se”, frisou o presidente da Comissão Europeia.

Nigel Farage tomou a palavra para fazer “ferver” Bruxelas. As palavras e o tom espirituoso do líder do Partido de Independência do Reino Unido não agradaram à maioria. No final, o britânico tentou acalmar as hostes:

“Por que é que não somos pragmáticos, sensíveis, adultos e realistas e acabamos com este acordo que existe entre nós e reconhecemos que o Reino Unido vai ser vosso amigo, vai negociar e cooperar convosco, vamos ser os vossos melhores amigos no mundo”, afirmou o eurodeputado britânico.

Um discurso bem mais contido, isto depois de Farage ter acusado a União Europeia de estar em negação no que diz respeito ao fracasso do seu projeto.

Ainda de manhã o parlamento votou e pediu a ativação “imediata” dos procedimentos para a saída do Reino Unido da UE.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte