Última hora

Em leitura:

Bangladesh: Autoridades dizem que autores do atentado não pertenciam ao Daesh

mundo

Bangladesh: Autoridades dizem que autores do atentado não pertenciam ao Daesh

Publicidade

Os autores do ataque ao café de Daca, capital do Bangladesh não pertenciam ao autoproclamado Estado Islâmico.

O ataque que matou 20 pessoas e feriu outras 13 tinha sido reivindicado pelo Daesh.

No primeiro de dois dias de luto oficial em homenagem às vítimas, as autoridades revelaram que os militantes tinham todos a nacionalidade bangladechiana e não teriam qualquer ligação aos jihadistas. Alguns tinham sido, já, identificados pela polícia.

“Estávamos à procura de cinco dos seis militantes. Aumentámos as medidas de segurança e tivemos uma reunião de duas horas e meia com todos os altos funcionários das forças de segurança em causa. Vamos, agora, implementar isso”, informou o chefe da polícia nacional, Shahidul Hoque.

O Bangladesh elevou o nível de alerta terrorista e aumentou as medidas de segurança na capital, criando pontos de controlo, em vários locais da cidade, para evitar mais ataques.

O embaixador japonês visitou o local da chacina.
Sete das vítimas mortais encontradas no interior do café eram nipónicas, nove tinham a nacionalidade italiana, um indiana, dois bangladechiana e um era dos Estados Unidos da América.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte