Última hora

Última hora

"Brexit não deverá ter uma influência negativa sobre a economia alemã", diz Schaüble

A Alemanha vai manter um orçamento equilibrado até 2020.

Em leitura:

"Brexit não deverá ter uma influência negativa sobre a economia alemã", diz Schaüble

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha vai manter um orçamento equilibrado até 2020.

Pelo terceiro ano consecutivo, o ministro das Finanças, Wolfgang Schaüble, apresentou o projeto de orçamento sem défice para 2017 e resiste aos apelos a favor do investimento.

Schaüble pretende aumentar a despesa em 3,7%, por exemplo com o acolhimento de refugiados, mas estima que não necessita de criar dívida.

O ministro alemão defende: “Acredito que este projeto de orçamento deixa claro que vamos manter-nos fiéis à nossa sólida política orçamental, que fixamos no início do mandato. Temos uma situação excecionalmente boa no mercado do trabalho, com uma taxa elevada de população ativa e baixo desemprego”.

Atualmente, as contas públicas alemãs são excedentárias e as taxas de juro da dívida são negativas, ou seja, os investidores pagam para emprestar dinheiro a Berlim. Esta quarta-feira, o “Bund” atingiu um novo mínimo histórico: -0,19%.

Em relação à decisão dos britânicos de sair da União Europeia, Schaüble estima que não deverá ter uma influência negativa sobre a economia alemã. E adiantou:
“Eu e George Osborne vamos encontrar-nos na reunião do ECOFIN na próxima semana e espero ouvir explicações. Nós, na Europa, não tencionamos começar uma nova corrida aos impostos baixos. Não faz sentido”.

O ministro alemão das Finanças referia-se assim aos planos do homólogo britânico de baixar os impostos para as empresas para menos de 15%, por forma a evitar o êxodo de companhias devido ao “Brexit”.