Última hora

Em leitura:

May informa Merkel que o Brexit não é para amanhã

mundo

May informa Merkel que o Brexit não é para amanhã

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

No primeiro dia de trabalho, a nova primeira-ministra britânica, Theresa May, tratou de dizer a Angela Merkel que o Brexit não é para amanhã.

Em conversas telefónicas, na noite desta quarta-feira, com a chanceler alemã e com o presidente francês, François Hollande, Theresa May respondeu às pressões de Bruxelas reiterando que o seu governo precisa de tempo para preparar as conversações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

Entretanto avançou com uma purga no gabinete de Cameron. Entre os que escaparam, figura Andrea Leadsom, que abandonou a corrida para a liderança do Partido Conservador deixando o caminho livre para May. Foi nomeada secretária do Ambiente.

Outro sobrevivente à remodelação de May, é Jeremy Hunt. O ministro mais impopular do gabinete de Cameron permanece no cargo que ocupa desde 2012, de secretário da Saúde.

Chris Grayling, o líder da Câmara dos Comuns que se demarcou de Cameron para apoiar o Brexit e foi director de campanha de May, recebeu a pasta dos Transportes.

A partir de agora, May terá de se preocupar com o cenário pós-referendo de uma sociedade dividida, o risco de instabilidade económica e a negociação de um acordo de Brexit que garanta o acesso ao mercado único da livre circulação de bens. Esta última tarefa promete ser particularmente díficil, pois para isso terá de aceitar a livre circulação de pessoas depois de ter batido o pé contra a imigração.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte