Última hora

Em leitura:

EUA: Tim Kaine, a arma de Hillary contra a inexperiência de Trump

mundo

EUA: Tim Kaine, a arma de Hillary contra a inexperiência de Trump

Publicidade

Hillary Clinton põe fim ao suspense ao escolher o Senador da Virgínia, Tim Kaine, de 58 anos, como o candidato democrata à vice-presidência do país.

Uma escolha estratégica, a dois dias do início da convenção do partido que deverá oficializar a candidatura de Clinton à Casa Branca.

Kaine, que foi presidente da câmara, governador e senador, próximo da comunidade latina, é apontado como um dos políticos com mais experiência legislativa no país.

Um peso-pesado face à inexperiência do rival republicano Donald Trump.

Entrevistado há dois dias, o senador não escondia alguns dos seus “dotes” para o sufrágio:

“Sou um grande apoiante da Secretária Clinton e vivo num estado que, penso, será um dos três ou quatro estados mais críticos da eleição presidencial. É por isso que tenho muito para fazer aqui, durante a campanha, para defendê-la, como Senador, e a espera está à beira de terminar”.

Kaine é visto como uma possível ponte, dentro do partido, face às fações mais à esquerda galvanizadas por Bernie Sanders, mas também face aos republicanos em futuras negociações.

O anúncio coincide com a revelação de milhares de emails da cúpula do partido democrata pelo site Wikileaks.

==

=

Os mais de 20 mil documentos internos parecem pulverizar a imagem de união dentro da formação, revelando, por exemplo, as estratégias para minar a candidatura de Bernie Sanders, como um documento em que se evoca o ateísmo do candidato como um possível ângulo de ataque.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte