Última hora

Do outro lado do Canal da Mancha: A espera interminável para chegar a França

Filas intermináveis de carros, quinze horas de espera para alguns, este sábado, em Dover, no Reino Unido, para chegar ao controlo fronteiriço francês que permite apanhar o ferry para partir para…

Em leitura:

Do outro lado do Canal da Mancha: A espera interminável para chegar a França

Tamanho do texto Aa Aa

Filas intermináveis de carros, quinze horas de espera para alguns, este sábado, em Dover, no Reino Unido, para chegar ao controlo fronteiriço francês que permite apanhar o ferry para partir para França. Um controlo que existe também no outro lado do Canal da Mancha, mas no sentido inverso.

As filas de trânsito

A segurança é mais apertada, no âmbito do Estado de Emergência decretado em França mas, aparentemente, o número de polícias gauleses não é suficiente para fazer a revista a todas as viaturas ligeiras, autocarros de turismo e veículos de mercadorias.

Para quem esperava a situação era incompreensível:

“Perdi toda a noção de tempo e espaço”, refere um condutor que viaja com a família a mulher acrescenta “com três crianças no banco de trás é fácil imaginar… os mais pequenos precisam de ir à casa de banho seja lá onde for.”

“Penso que os ingleses, façam o que fizerem, nunca tiveram um plano. Não falemos do Brexit”, desabafa uma condutora.

Um começo de férias inesperado para centenas de turistas. Houve mesmo quem fosse obrigado a passar a noite no seu carro, na fila. Paciência é a palavra de ordem para estes viajantes para os quais não existe outra saída.

A polícia de Kent propunha-se ajudar a controlar o tráfego