Última hora

Em leitura:

Normandia: Detido menor para interrogatório

mundo

Normandia: Detido menor para interrogatório

Publicidade

A França está em estado de choque depois de dois homens terem tomado de assalto uma igreja em Saint-Étienne-du-Rouvray, na Normandia, no nordeste da França.

Os atacantes que fizeram cinco reféns – um sacerdote, duas freiras e dois fiéis – acabaram por matar o padre. O ataque ocorreu por volta das 09h30, hora local. O alerta foi dado por uma freira que conseguiu fugir do interir da igreja.

Os dois atacantes foram abatidos pelo corpo de elite da Brigada de Busca e Intervenção (BRI) à saída da igreja.

O ataque já foi reivindicado pelos radicais do Estado Islâmico.

O chefe de Estado francês, François Hollande, que horas depois se deslocou a Saint-Étienne-du-Rouvray prometeu recorrer a todos os meios para vencer a guerra contra o terrorismo.

A polícia francesa deteve, entretanto, para interrogatório um menor com ligações a um dos autores do ataque, desta terça-feira, e passou a pente fino duas casas em Saint-Étienne-du-Rouvray, na Normandia.

O inquérito foi entregue à secção de luta antiterrorista da Procuradoria de Paris. Sabe-se, agora, que os atacantes estavam referenciados pelas autoridades. Um deles terá tentado viajar para a Síria em 2015, mas acabou por ser detido na Turquia. Passou um ano na prisão de onde saiu, em março, com pulseira eletrónica. Vivia com os pais não muito longe da igreja alvo do ataque.

Ao que tudo indica, o outro atacante estava referenciado pela prática de delitos menores.

Antes de serem abatidos os homens degolaram o padre, um octogenário que celebrava a homilia matinal. Um outro refém ficou gravemente ferido.

A população de Saint-Étienne-du-Rouvray prestou, ao início da tarde, a primeira homenagem às vítimas.

A França ainda não se recompôs do ataque do dia 14 de julho, em Nice, que fez 84 mortos e duas centenas de feridos. O país está em estado de emergência desde os atentados de Paris, em novembro do ano passado, que provocaram 130 mortos. O regime de exceção acabou de ser prolongado por mais seis meses.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte