Última hora

Em leitura:

Malásia: Multidão pede contas a PM suspeito de corrupção

mundo

Malásia: Multidão pede contas a PM suspeito de corrupção

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Na Malásia, centenas de pessoas saíram às ruas da capital, Kuala Lumpur, para pedir a prisão do primeiro-ministro Najib Razak.

Isto depois das notícias de que as autoridades americanas acusam um governante malaio de ter desviado 700 milhões de dólares de um fundo soberano. O governante não foi identificado, mas uma fonte próxima da investigação diz tratar-se do próprio primeiro-ministro.

“Queremos uma investigação oficial. Isto dura há já muito tempo, queremos que a pessoa envolvida neste roubo deixe o governo e vá para a prisão, para que haja justiça”, diz uma manifestante.

Maria Chin, presidente do partido da oposição Berish, acrescenta: “Não mudou nada. Se dizemos que queremos mudança, isso não acontece. Não tenhamos ilusões ao pensar que a mudança acontece assim de um dia para o outro. A única mudança é haver tanta gente aqui a manifestar-se”.

A manifestação acontece numa altura em que o governo de Razak impõe leis apertadas de segurança e destinadas a calar os críticos, em especial o Berish. Estas são as maiores manifestações estudantis na Malásia, desde a prisão de um professor há dois anos.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte