Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Malásia: Multidão pede contas a PM suspeito de corrupção

Malásia: Multidão pede contas a PM suspeito de corrupção
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na Malásia, centenas de pessoas saíram às ruas da capital, Kuala Lumpur, para pedir a prisão do primeiro-ministro Najib Razak.

Isto depois das notícias de que as autoridades americanas acusam um governante malaio de ter desviado 700 milhões de dólares de um fundo soberano. O governante não foi identificado, mas uma fonte próxima da investigação diz tratar-se do próprio primeiro-ministro.

“Queremos uma investigação oficial. Isto dura há já muito tempo, queremos que a pessoa envolvida neste roubo deixe o governo e vá para a prisão, para que haja justiça”, diz uma manifestante.

Maria Chin, presidente do partido da oposição Berish, acrescenta: “Não mudou nada. Se dizemos que queremos mudança, isso não acontece. Não tenhamos ilusões ao pensar que a mudança acontece assim de um dia para o outro. A única mudança é haver tanta gente aqui a manifestar-se”.

A manifestação acontece numa altura em que o governo de Razak impõe leis apertadas de segurança e destinadas a calar os críticos, em especial o Berish. Estas são as maiores manifestações estudantis na Malásia, desde a prisão de um professor há dois anos.