Última hora

Última hora

Coreia do Sul pede mais pressão contra Coreia do Norte

Em leitura:

Coreia do Sul pede mais pressão contra Coreia do Norte

Coreia do Sul pede mais pressão contra Coreia do Norte
Tamanho do texto Aa Aa

Nas ruas de Seul, os sul-coreanos protestam contra o mais recente teste nuclear da vizinha Coreia do Norte.

(...) deveríamos criar um ambiente que pressione inevitavelmente a Coreia do Norte, através do reforço das sanções e das restrições (...)

Yun Byung-se Ministro sul-coreano dos Negócios Estrangeiros

Isto enquanto, no seio da administração, os dirigentes pedem o apoio da comunidade internacional contra uma ameaça que consideram cada vez mais premente.

Este sábado, um dia depois do quinto e mais potente teste nuclear levado a cabo pelo regime de Kim Jung-Un, os responsáveis sul-coreanos reuniram-se de urgência.

“Nós, em conjunto com a comunidade internacional, deveríamos criar um ambiente que pressione inevitavelmente a Coreia do Norte, através do reforço das sanções e das restrições – algo que os Estados Unidos aprovam”, afirmou Yun Byung-se, ministro sul-coreano dos Negócios Estrangeiros.

Em dez anos, o Conselho de Segurança da ONU já aprovou cinco pacotes de sanções contra Pyongyang, o que não impede o regime totalitário de continuar os testes nucleares.

“Os membros do Conselho de Segurança relembraram que já previamente expressaram a determinação de adotar mais medidas significativas, caso a República Popular Democrática da Coreia proceda a mais um teste nuclear. Os membros do Conselho de Segurança vão começar imediatamente a estudar as medidas apropriadas.”

Enquanto a comunidade internacional se preocupa com a escalada nuclear da Coreia do Norte, no país, a televisão pública emite vídeos de propaganda nos quais o ditador passeia nos pomares do país – para gáudio da população, que se felicita de mais um teste nuclear bem-sucedido.