Última hora

Última hora

Síria: Vitória militar de Assad na frente de Alepo

Bombardeamentos mais poderosos e destruidores aliados a uma incursão terrestre a noroeste de Alepo permitiram às forças governamentais de Bashar al-Assad – apoiadas pela Rússia – capturar o estratégic

Em leitura:

Síria: Vitória militar de Assad na frente de Alepo

Tamanho do texto Aa Aa

Bombardeamentos mais poderosos e destruidores aliados a uma incursão terrestre a noroeste de Alepo permitiram às forças governamentais de Bashar al-Assad – apoiadas pela Rússia – capturar o estratégico campo de refugiados palestiniano de Handarat.

As forças de Assad podem agora estreitar o cerco a bairros rebeldes na cidade.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos, sedeado no Reino Unido, anunciou existirem pelo menos 72 mortos, incluindo cinco crianças desde quinta-feira. A organização Defesa Civil, no lado rebelde, faz referência a mais de 100 vítimas mortais.

Uma pessoa conta o que viu e viveu. ‘Cedo, pela manhã, o presidente Sírio Bashar al-Assad atingiu-nos com um míssil que fez tremer tudo e matou sete crianças e a mãe. E ainda estão pessoas nos escombros. Não há defesa ou primeiros socorros, ele destruiu o país e matou muita gente. Ainda estamos a retirar pessoas dos destroços’, diz Yousef.

A ofensiva, que originou ‘destruição sem precedentes’, como relatam testemunhas aniquilou também o cessar-fogo que muitos pretendiam ver reavivado, apesar do ataque à coluna humanitária, na segunda-feira, que a ONU qualificou de crime de guerra e que ninguém se responsabilizou.