Última hora

Última hora

Tecnologia de beacons: Zoológico de Berlim na ponta dos dedos

Em leitura:

Tecnologia de beacons: Zoológico de Berlim na ponta dos dedos

Tamanho do texto Aa Aa

Os visitantes do jardim zoológico de Berlim agora podem aceder a toda a informação sobre os animais, através de uma aplicação que recorre à tecnologia de beacons…

Os visitantes do jardim zoológico de Berlim agora podem aceder a toda a informação sobre os animais, através de uma aplicação que recorre à tecnologia de beacons .

Quando um visitante se aproxima de um determinado recinto, a aplicação dá informações sobre os animais, automaticamente. Tobias Gruter, gestor de redes sociais do jardim zoológico de Berlim, explica: “instalámos os denominados beacons em recintos de animais selecionados. São pequenos transmissores que enviam um sinal para o telefone, quando a aplicação está ligada. Depois a app sugere informações sobre os animais que estão nas proximidades.”

Com mais de 20 mil animais, o zoológico de Berlim é um dos maiores da Europa. Todos os anos, atrai mais de três milhões de visitantes de todo o mundo. E, alguns já testaram a aplicação: “A aplicação é bastante útil porque as informações estão ao alcance dos dedos. A tecnologia progrediu bastante e as pessoas precisam de ter a informação na ponta dos dedos, em vez de olharem para um livro ou para um panfleto”, conclui um dos visitantes.

As empresas mostram-se cada vez mais interessadas na tecnologia de beacons:“essencialmente a tecnologia de beacons reconhece a localização da pessoa e providencia informação. Este é o seu funcionamento mais básico. Esta tecnologia já existe há algum tempo. O turismo já a utiliza há quase 20 anos, mas agora é muito mais conveniente porque pode estar diretamente no telefone. É possível encontrar tudo sobre qualquer assunto”, conclui Nicole Scott, Fundadora do Mobilegeeks.com.

Esta nova tecnologia pode vir a substituir o material informativo impresso, que é volumoso e dispendioso, em várias instituições – como museus e galerias.