Última hora

Em leitura:

Tailândia pede à Google bloqueio de conteúdos ofensivos para a monarquia


Tailândia

Tailândia pede à Google bloqueio de conteúdos ofensivos para a monarquia

A Tailândia pede ajuda à Google para bloquear publicações consideradas ofensivos para a monarquia local no motor de busca e no Youtube, anunciou o vice-primeiro-ministro tailandês, Prajin Juntong, que se encontrou com responsáveis da empresa para

O luto nacional de um ano decretado na Tailândia em homenagem ao falecido rei Bhumibol Adulyadej, começa a alterar o quotidiano dos tailandeses. Canais de televisão não podem passar programas de entretenimento, muitos restaurantes fecharam, os funcionários públicos são obrigados a vestir roupa preta, e o luto chega à internet.

As ofensas à monarquia são punidas no país com penas de 3 a 15 anos de prisão.

A Google já tinha mudado para preto a cor da página principal do motor de busca, em memória do rei.

Na semana passada, uma mulher de 43 anos, Umaporn Sarasat, foi obrigada a ajoelhar diante de um retrato de Bhumibol Adulyadej, na esquadra da polícia em Bophut, na ilha de Samui, diante de uma multidão que a vaiava.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Iraque: Ofensiva militar contra Daesh recupera localidades cristãs