Última hora

Em leitura:

Itália: Réplica sísmica de 4,7 graus de magnitude em Marche e Úmbria


Itália

Itália: Réplica sísmica de 4,7 graus de magnitude em Marche e Úmbria

A terra voltou a tremer na região central da Itália esta terça-feira. Uma réplica sísmica de 4,7 graus de magnitude foi sentida por volta das 8h56 locais nas regiões de Marche e Úmbria, com epicentro na província de Macerata.

O fenómeno foi sentido em Ancona, Perúgia e em alguns pontos da capital italiana.

A ameaça de novos desabamentos obrigou os habitantes a abandonar as localidades mais atingidas, mas os agricultores não podem afastar-se dos rebanhos. Os animais ficaram sem abrigo para o inverno e os proprietários pedem ajuda ao governo.

“Mantemos habitualmente o gado na montanha de maio a novembro, mas este ano, com esta situação, temos de trazer os animais para baixo mais cedo. Se o governo nos fornecer um barracão, vamos ser capazes de lhes dar abrigo, caso contrário, não temos qualquer solução para o inverno”, explicou Angelo Stazzo.

O sismo de domingo complicou o que já era difícil. Estes homens vivem em roulotes sem água nem eletricidade desde que o sismo de agosto lhes destruíu as habitações.

A região ficou devastada pelo terremoto de 6,6 graus de magnitude de domingo – o mais forte em Itália nos últimos 36 anos – e pelo sismo de 6 graus ocorrido em 24 de agosto.

As autoridades italianas não têm ainda um balanço oficial do número de desalojados. As primeiras estimativas apontam para 25 mil pessoas na região de Marche, cinco mil na Úmbria, três mil em Abruzzo, e 800 na região do Lazio.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

EUA

Tippi Hedren acusa Alfred Hitchcock de abusos sexuais