Última hora

Em leitura:

"A Selva": Últimos migrantes retirados do campo de Calais


França

"A Selva": Últimos migrantes retirados do campo de Calais

São os últimos a deixar Calais. Está quase completa a limpeza da chamada “Selva”.
O maior e mais conhecido acampamento ilegal de migrantes em França vai agora poder ser totalmente fechado.

Esta quinta-feira saíram de Calais, junto à entrada francesa do Canal da Mancha, onze autocarros com cerca de 400 pessoas, a maioria mulheres e crianças. Estavam alojadas num centro de acolhimento temporário nos arredores da cidade.

Já na quarta-feira tinham sido retirados mais de 1500 menores não acompanhados que viviam no campo, muitas vindas da Síria, do Afeganistão e de outros países em guerra. Foram enviados para instituições em várias regiões de França. Grande parte continua a alimentar o sonho de cruzar o canal e ir para o Reino Unido.

Na terça-feira, o governo francês tinha dado por concluído o desmantelamento do campo de refugiados de Calais, onde chegaram a viver cerca de dez mil migrantes e requerentes de asilo.

A prefeitura do departamento de Pas-de-Calais disse, em comunicado, que a empresa que o Estado contratou para destruir todas as estruturas precárias construídas no local deu o trabalho por terminado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Mediterrâneo: 239 migrantes morrem afogados em dois naufrágios