This content is not available in your region

Presidente turco: "Estou-me nas tintas que me chamem ditador"

Access to the comments Comentários
De  Dulce Dias  com Reuters
Presidente turco: "Estou-me nas tintas que me chamem ditador"

<p>Recep Tayyip Erdogan está-se nas tintas para as críticas do Ocidente e di-lo claramente: </p> <p>“Os ocidentais não têm nada com que se preocupar. Sabemos muito bem quem são. Sabemo-lo bem. Aprendi a conhecê-los ao longo dos meus 14 anos como primeiro-ministro e presidente da Turquia. Agora, leio neles como num livro aberto. E estou-me nas tintas que me chamem ditador ou o que quer que seja. Entra por um ouvido e sai pelo outro.”</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="es" dir="ltr">Los <a href="https://twitter.com/hashtag/caricaturistas?src=hash">#caricaturistas</a> del mundo debemos condenar lo que el régimen de <a href="https://twitter.com/hashtag/Erdogan?src=hash">#Erdogan</a> le hace a Musa Kart. <a href="https://t.co/TdFdtjdrcS">https://t.co/TdFdtjdrcS</a></p>— Rafael Pineda, Rapé (@monerorape) <a href="https://twitter.com/monerorape/status/795302541017968640">6 novembre 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O presidente turco tem sido criticado nas mais cariadas instâncias internacionais pela purga que tem feito no país, com a prisão de magistrados, jornalistas e políticos. A mais recente: a prisão de vários deputados do partido pró-curdo <span class="caps">HDP</span>.</p>