Última hora

Em leitura:

Draghi adverte que não se deve recuar na regulação do setor bancário


economia

Draghi adverte que não se deve recuar na regulação do setor bancário

O setor bancário precisa de ser bem regulado e não se deve reverter as medidas já tomadas, alertou, esta sexta-feira, o presidente do Banco Central Europeu (BCE) num congresso da banca em Frankfurt.

Mario Draghi considera que a regulação bancária tem de entrar num período de estabilidade e por isso afirma que o “foco deve estar na implementação e não em novas regras. As medidas regulatórias devem ser implementadas de uma forma equilibrada, que garanta uma igualdade de condições à escala global. Ajustes marginais são possíveis mas não se deve voltar atrás no que já foi decidido”, concluiu.

A eleição de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos abriu um período de incerteza sobre se o novo presidente irá reverter a reforma do sistema financeiro (Dodd-Frank act) lançada por Barack Obama na sequência da crise de 2008.

Um novo pacote de regras para o setor bancário, conhecido como Basileia III, deverá estar concluído em janeiro para entrar em vigor em 2019.

Alguns responsáveis do BCE estão também preocupados que a chegada de Trump à Casa Branca possa prejudicar a zona euro, afetando as trocas comerciais com os Estados Unidos e alimentando o populismo.

Draghi também advertiu que a recuperação na zona euro “depende da política monetária expansionista” do BCE e que o momento não é para baixar a guarda, dados os vários riscos geopolíticos, a baixa inflação e débil rentabilidade dos bancos, dando ainda indicações que o banco central irá prolongar o programa de estímulos, que termina em março.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

economia

Dólar trava valorização do petróleo