Última hora

Em leitura:

Energia: Petróleo negociado em máximos de três semanas


Economia

Energia: Petróleo negociado em máximos de três semanas

No arranque desta semana, os preços do petróleo estão em alta, batendo recordes das últimas três semanas. Esta subida é justificada pela correção do dólar norte-americano e pela perspectiva de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) chegue a um acordo para cortar a produção na reunião da próxima semana.

Já este domingo, em declarações feitas no Peru, o presidente russo garantiu que está pronto para não aumentar a produção e que esta medida não vai provocar danos no setor de energia da Rússia. O ministro da Energia está em constante contato com as principais empresas (de petróleo) e estão prontos para esse trabalho “.

Estas declarações contribuiram também para fazer crescer os preços do barril tanto em Londres como nos Estados Unidos, subidas que rondam os 2%.

Recorde-se que a OPEP pode estar à beira de assinar o primeiro acordo desde 2008 para limitar a produção de petróleo, com a maioria dos membros preparados para oferecer ao Irão e ao Iraque alguma flexibilidade nos volumes de produção.