Última hora

Em leitura:

Relatos de desespero e "escudos humanos" em Mossul


Iraque

Relatos de desespero e "escudos humanos" em Mossul

Hot topic map

Hot Topic Saiba mais sobre Mossul

Ao mesmo tempo que prossegue a ofensiva para reconquistar Mossul, o governo iraquiano enviou este domingo vários camiões com alimentos e bens de primeira necessidade para bairros periféricos da cidade, já libertados das mãos dos extremistas do Estado Islâmico.

Mas a população queixa-se da desorganização e o desespero dos residentes é visível nestas imagens, onde adultos e crianças se precipitam sobre um camião de assistência em movimento.

Desde que Bagdade lançou, há um mês, a ofensiva para libertar Mossul do controlo dos “jihadistas”, mais de 55.000 iraquianos foram deslocados pelos combates. No interior da cidade, com uma população de um milhão de habitantes, estarão entricheirados entre três e cinco mil combatentes do Estado Islâmico.

Iraquianos que conseguiram fugir com o avanço do Exército dizem que os “jihadistas” estão a usar residentes como escudos humanos para dificultar o avanço das tropas.