Última hora

Última hora

Reino Unido: Assassino de deputada oposta ao "Brexit" condenado à prisão perpétua

O assassino da deputada trabalhista britânica Jo Cox foi condenado esta quarta-feira à prisão perpétua.

Em leitura:

Reino Unido: Assassino de deputada oposta ao "Brexit" condenado à prisão perpétua

Tamanho do texto Aa Aa

O assassino da deputada trabalhista britânica Jo Cox foi condenado esta quarta-feira à prisão perpétua.

Thomas Mair de 53 anos e com ligações à extrema-direita, foi reconhecido culpado de um crime, “premeditado, movido pelo ódio” e “um ato de terrorismo destinado a defender a sua ideologia desviante”, segundo o tribunal.

O homem que sofria de depressão e que se encontrava sob tratamento médico tinha agredido mortalmente a deputada, a 16 de junho, a uma semana do referendo à saída do Reino Unido da União Europeia.

Jo Cox de 41 anos era uma das principais vozes do partido trabalhista a defender os direitos dos imigrantes e a fazer campanha pela permanência do Reino Unido na UE.

O assassino teria gritado, “o Reino Unido primeiro”, antes de lançar o ataque, um dos lemas dos defensores do “Brexit”.

O marido de Cox, Brendan, reagiu à sentença, afirmando que a morte da deputada, “foi um ato político e um ato de terrorismo, motivado pelo ódio”.