Última hora

Em leitura:

Justiça francesa condena empregados que arrancaram camisa a dirigente da Air France


França

Justiça francesa condena empregados que arrancaram camisa a dirigente da Air France

A justiça francesa optou por uma pena firme mas branda contra os responsáveis de uma das imagens mais simbólicas do conflito dos trabalhadores da Air France.

Três ex-empregados da companhia foram condenados a entre 3 e 4 meses de prisão, em pena suspensa, por arrancarem a camisa a um dos responsáveis da direção, durante as discussões com os sindicatos em outubro do ano passado.

Outros dois trabalhadores foram absolvidos das acusações de agressão por falta de provas.

Dez empregados foram condenados a pagar uma multa de 500 euros por vandalizarem a porta de entrada da sede da empresa.

A sentença é contestada pela defesa dos trabalhadores que poderá apresentar um recurso, depois de evocar a falta de provas incriminatórias.

Em outubro de 2015, dois altos responsáveis da empresa, entre os quais o diretor de Recursos Humanos, Xavier Broseta, foram obrigados a fugir de uma multidão em fúria durante a apresentação de um polémico plano de reestruturação da empresa.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Mnuchin: Ex-Goldman Sachs é o "tesouro" de Donald Trump