Última hora

Em leitura:

Civis continuam a abandonar leste de Alepo


Síria

Civis continuam a abandonar leste de Alepo

A Rússia diz que, só na manhã de sábado, mais de 20 mil civis deixaram as áreas mais problemáticas de Alepo e foram levadas para outras mais seguras.

Isto apesar de na sexta-feira o porta-voz da ONU ter alertado para o facto de estarem a desaparecer homens depois de chegarem a áreas controladas pelo governo.

À margem deste debate o porta-voz do ministério da Defesa russo, Igor Konachenkov, adiante que mais de um milhar de extremistas renderam-se:

“1217 homens armados depuseram as armas e, como podem ver no ecrã, há um fluxo constante de pessoas que saem através dos corredores humanitários para as áreas, controladas pelo governo Sírio. 93% da cidade de Alepo é hoje controlada pelas autoridades sírias.

Falamos aos que, nos últimos meses, se prepararam para enviar, para Alepo, ajuda humanitária. Nos últimos dois dias, cerca de 50 mil pessoas foram retiradas do leste de Alepo. Elas precisam da ajuda humanitária”, adiantou Konachenkov.

Mas para que a ajuda chegue é preciso o fim dos combates e eles ainda não cessaram.

Este sábado, aviões militares russos e sírios bombardearam áreas controladas por rebeldes em Alepo. Já os aliados de Damasco afirmaram que a vitória está próxima, isto apesar de os insurgentes continuarem a lutar e a fazer recuar o exército.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry e autoridades russas deverão debater, ao fim desta tarde de sábado, em Genebra a saída de civis de Alepo.

Com Reuters

Presidente colombiano recebe Prémio Nobel da Paz e diz que acordo pode servir de exemplo a outros países

Noruega

Presidente colombiano recebe Prémio Nobel da Paz e diz que acordo pode servir de exemplo a outros países