Última hora

Última hora

Reis do slalom confirmam favoritismo

A elite do esqui alpino encontra-se em Val d’Isère para mais uma etapa da Taça do Mundo de esqui alpino.

Em leitura:

Reis do slalom confirmam favoritismo

Tamanho do texto Aa Aa

A elite do esqui alpino encontra-se em Val d’Isère para mais uma etapa da Taça do Mundo de esqui alpino. Após a vitória de Alexis Pinturault no slalom gigante de sábado, o domingo ficou marcado pelo slalom na mítica pista de Bellevarde.

Henrik Kristoffersen é o atual detentor do globo de cristal da disciplina e não deixou os seus créditos por mãos alheias. Depois de falhar o primeiro slalom da temporada em Levi, na Finlândia, devido a um desentendimento com um patrocinador, o norueguês entrou cauteloso mas arrasou a concorrência na segunda manga e repetiu o triunfo do ano passado na estância francesa.

A 75 centésimos de segundo terminou Marcel Hirscher. O austríaco, que persegue o sexto triunfo consecutivo na Taça do Mundo, ainda só venceu uma prova esta temporada, precisamente o slalom de estreia em Levi, mas já se encontra no topo da classificação geral.

O pódio ficou completo com Alexander Khoroshilov. O russo de 32 anos até foi o esquiador mais rápido na primeira manga, mas no final teve de se contentar com a terceira posição. Ainda assim, o seu melhor resultado da temporada até ao momento.

Obviamente Shiffrin

As mulheres encontram-se em Sestriere e tiveram o mesmo programa que os homens em Val d’Isère: gigante no sábado, com vitória para a francesa Tessa Worley, e slalom no domingo.

Mikaela Shiffrin somou a terceira vitória em três slaloms esta temporada e mostrou que não tem rivais à altura na especialidade. Foi a esquiadora mais rápida quer na primeira, quer na segunda manga e reforçou a liderança na Taça do Mundo. Tem agora 105 pontos de vantagem sobre Lara Gut, que não foi além da vigésima oitava posição na estância italiana.

A um segundo e nove centésimos de Shiffrin terminou Veronika Velez-Zuzulová. A esquiadora eslovaca ainda persegue a primeira vitória da temporada e repetiu a segunda posição do slalom de Killington, há duas semanas.

Todo o pódio foi uma repetição da prova norte-americana uma vez que em terceiro lugar terminou Wendy Holdener.

Stoch regressa às vitórias

Kamil Stoch dispensa apresentações, ou não tivesse vencido a Taça do Mundo de saltos de esqui em 2014, mas é preciso recuar a 15 de janeiro de 2015 para encontrar a última vitória do polaco. Stoch quebrou o jejum este domingo em Lillehammer e festejou a 16ª vitória da carreira.

Terminou com um total de 289,9 pontos, seis décimos de vantagem sobre o compatriota Maciej Kot, que conseguiu assim o melhor resultado de sempre entre a elite dos saltos de esqui. Nunca tinha ido além da quinta posição.

O pódio ficou completo com o alemão Markus Eisenbichler, também ele pouco habituado a estas andanças, o seu melhor resultado era um sexto lugar.

Domen Prevc, de apenas 17 anos, foi sexto classificado e continua a liderar a Taça do Mundo.