Última hora

Última hora

Denúncias de racismo contra escolha de Trump para a Justiça dos EUA

A audiência de confirmação da escolha de Donald Trump para procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, ficou marcada por vários protestos e acusações de…

Em leitura:

Denúncias de racismo contra escolha de Trump para a Justiça dos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

A audiência de confirmação da escolha de Donald Trump para procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, ficou marcada por vários protestos e acusações de racismo.

Durante a sessão, no Congresso, o senador do Alabama voltou a defender-se de velhas acusações de xenofobia e proximidade com o Klu Klux Klan, que na época o afastaram de um cargo de juiz federal.

Sessions afirmou que foi “acusado, em 1986, de falhar na proteção dos direitos de voto de afro-americanos, de condenar organizações e defensores dos direitos civis e mesmo de sentir simpatia pelo Klu Klux Klan”. O senador garantiu que “são acusações indescritivelmente falsas” e que “abomina o Klan, a sua ideologia de ódio e tudo o que representa”.

O futuro responsável pela Justiça garantiu que será capaz de “dizer não ao presidente, se ele for demasiado longe” no exercício do poder.