Última hora

Em leitura:

Representantes dão início ao fim do Obamacare


EUA

Representantes dão início ao fim do Obamacare

Depois do Senado, a Camara dos Representantes. Os republicanos aprovaram na câmara baixa do congresso norte-americano o principio do fim do acesso generalizado à Saúde, criado pelo presidente democrata Barack Obama, conhecido como Obamacare.

Todos os democratas e 10 não votaram a favor.

“O Congresso está agora dotado das ferramentas legislativas necessárias para revogar e substituir o Obamacare. É um primeiro passo crítico para ofereceremos alivio aos americanos que estão a sofrer com a lei. (…) O nosso objetivo é um sistema centrado no paciente, o que significa mais opções, custo reduzido e maior controlo da cobertura”, explicou o presidente da Câmara dos Representantes, Paul Ryan, republicano.

“Os Republicanos vão dizer que “sim”, que vos vão dar qualquer coisa melhor, mas na verdade, eles têm dito isto nos últimos oito anos. Têm perseguido o Obamacare, porque não têm um remédio? Porque não têm um plano? Eles nunca tiveram nada desde que começaram a atacar o Obamacare e hoje também não têm nada”, defende Maxine Waters, democrata, representante do Estado da Califórnia.

O maior desafio do Congresso será apresentar o plano de substituição num curto espaço de tempo – até 27 de janeiro – do Obamacare, alvo de 60 iniciativas republicanas para o revogar.

Agora, com Donald Trump, o risco de veto está afastado, já que foi uma das promessas eleitoriais do presidente eleito.

Iniciado em 2010 e em vigor há apenas três anos, o Obamacare alargou a assistência na saúde a cerca de 20 milhões de norte-americanos e impediu que as seguradoras negassem a cobertura devido a problemas preexistentes.