Última hora

Última hora

Ameaças de Trump provocam queda nas ações das construtoras automóveis alemãs

Donald Trump ameaçou os fabricantes alemães de automóveis com elevadas taxas aduaneiras nas importações para os Estados Unidos e as ações das construtoras entraram em queda esta segunda-feira.

Em leitura:

Ameaças de Trump provocam queda nas ações das construtoras automóveis alemãs

Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump ameaçou os fabricantes alemães de automóveis com elevadas taxas aduaneiras nas importações para os Estados Unidos e as ações das construtoras entraram em queda esta segunda-feira.

BMW, Daimler Mercedes e Volkswagen têm investido em força no México, onde os custos de produção são mais baixos. O presidente eleito dos Estados Unidos promete impor uma taxa de 35% às importações de automóveis.

Segundo um analista, “se realmente considerarmos as palavras de Trump como um dado adquirido, então veremos o fim do comércio livre. Este é o começo de uma guerra comercial, é o começo de um período de protecionismo. A esperança é que no final as políticas (de Trump) não sejam tão prejudiciais quanto possam parecer agora”.

As marcas alemãs também têm fábricas nos Estados Unidos e até quadruplicaram a produção de veículos no país, nos últimos sete anos, segundo a associação da indústria automóvel da Alemanha (VDA), que avisa que a imposição de taxas pode “ser um tiro no pé” a longo prazo.

A BMW, por exemplo, exporta a maior parte dos carros que produz nos Estados Unidos.

Sigmar Gabriel, vice-chanceler alemão e ministro da Economia, também já alertou para os perigos da imposição de taxas: