Última hora

Em leitura:

Esqui Alpino: Marcel Hirscher é de outro planeta


gravity

Esqui Alpino: Marcel Hirscher é de outro planeta

Os Campeonatos do Mundo de esqui alpino, em Saint-Moritz, chegaram ao fim com Marcel Hirscher em grande destaque no último dia de competição. O austríaco arrebatou as duas últimas medalhas de ouro em discussão na estância suíça, a do slalom gigante e a do slalom.

Uma prestação que deixou Hircher com um total de nove medalhas em mundiais, seis das quais de ouro. Um palmarés de luxo e que pode ainda ser reforçado no fim deste inverno, caso se torne no primeiro esquiador da história a vencer a Taça do Mundo em seis temporadas consecutivas.

O slalom de domingo foi completamente dominado pelos austríacos, com os quatro representantes do país a terminarem nos oito primeiros lugares. Sem surpresa, foi Marcel Hirscher a subir ao lugar mais alto do pódio, o melhor esquiador da atualidade terminou com uma vantagem de 68 centésimos sobre o compatriota Manuel Feller. O pódio ficou completo com o alemão Felix Neureuther.

Henrik Kristoffersen, vencedor da última Taça do Mundo da disciplina e apontado por muitos como o favorito mas não foi além da quarta posição.

Artur Hanse foi o único português presente na final mas não conseguiu completar a primeira manga. Ricardo Brancal e Samuel Almeida foram incapazes de alcançar um lugar na final.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

gravity

O sonho não tem fim à vista para Ilka Štuhec