Última hora

Em leitura:

Grécia: Credores exigem mais reformas


mundo

Grécia: Credores exigem mais reformas

O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble, disse estar confiante de que o Fundo Monetário Internacional irá participar no programa de resgate da Grécia.

Numa entrevista a uma televisão germânica, o governante afirmou que, em 2015, o FMI prometeu participar no programa, caso a Grécia cumprisse as reformas a que se propôs.

“A Grécia tem de fazer as reformas. Se fizer as reformas, não há problemas. Caso contrário, teremos problemas mas, a Grécia fará as reformas”, avisa Schauble.

De acordo com os media alemães, prevê-se que o FMI contribua com cerca de 5 mil milhões de euros no terceiro plano de resgate à Grécia, no entanto, a organização pede mais medidas.

Em Atenas, os empresários afirmam que não suportam mais austeridade.

“Hoje não há nenhum empresário da restauração que, de acordo com os conhecimentos que tenho da situação, possa dizer que poderia fazer o negócio resultar. Um restaurante não é viável com esta tributação”, assegura Yannis Kouzoupis, um empresário da restauração.

Esta segunda-feira, os ministros da Economia e Finanças do Eurogrupo reúnem-se para discutir a segunda revisão do resgate grego.

Prevê-se um impasse uma vez que Bruxelas defende a implementação de mais medidas de austeridade e o Governo de Atenas discorda.