Última hora

Em leitura:

Ex-patrão do FMI Rodrigo Rato condenado a quatro anos e meio de prisão


mundo

Ex-patrão do FMI Rodrigo Rato condenado a quatro anos e meio de prisão

O antigo diretor-geral do Fundo Monetário Internacional Rodrigo Rato foi condenado a quatro anos e meio de prisão por apropriação indevida do património de dois bancos espanhóis aos quais presidia entre 2010 e 2012. O ex-ministro da Economia e antigo vice-presidente do governo espanhol foi considerado culpado do crime de peculato, quando dirigia a Caja Madrid e o Bankia, numa altura em que as duas entidades bancárias se encontravam em dificuldades.