Última hora

Em leitura:

Contra tudo e todos: Fillon mantém-se na corrida ao Eliseu


França

Contra tudo e todos: Fillon mantém-se na corrida ao Eliseu

Por um fio, François Fillon mantém-se estoico na candidatura à presidência francesa.

O pretendente pelo partido ‘Os Republicanos’ anunciou estar de ‘pedra e cal’ rumo ao Palácio do Eliseu, apesar do caso de alegada corrupção, que se aprofunda, das deserções na sua equipa, das sondagens, e agora de uma reunião do partido agendada para decidir a continuidade do apoio.

“Meus amigos, esta campanha é uma luta estranha, querem intimidar-vos. Estou a ser atacado, mas através de mim o que eles procuram é derrotar a recuperação da nação e a vossa vontade de recuperação que vocês representam. Por isso peço-vos: não abdiquem! Nunca renunciem! O vosso empenho tem que continuar!”, apelou Fillon em Aubervilliers.

Fillon organizou uma marcha de apoio em Paris para este domingo, um bom momento para perceber se tem a multidão do seu lado.

Na segunda-feira, cúpula do poder dos republicanos reúne-se para determinar se o apoio se mantém, ou se dá a preferência a Alain Jupé.

O candidato socialista, Benoit Hamon tenta capitalizar face a Fillon. As sondagens dão lhe a quarta posição.

“Ele está ofendido por estarmos ofendidos pelo facto de, supostamente, ter contratado a mulher com dinheiros públicos, sem que ela tivesse trabalhado, por querer manter os privilégios e a impunidade, algo inaceitável para alguém que se diz ligado à ideia de uma democracia que funciona”, disse o candidato.

Marine Le Pen teve uma má semana depois de saber que foi convocada para ser ouvida no caso dos alegados empregos fictícios e do Parlamento Europeu lhe ter levantado a imunidade.

A candidata da frente nacional recusa comparecer perante os juízes enquanto estiver em campanha.

Uma sondagem recente dá-lhe uma ligeira perda, mas mesmo assim insuficiente para lhe hipotecar a passagem à segunda volta.

ALL VIEWS

Clique para descobrir