Última hora

Última hora

Iraque: Reforço da ofensiva em Mossul e cada vez mais civis e fuga

Intensificação da ofensiva para reconquistar Mossul e cada vez mais civis em fuga da parte ocidental da cidade, que ainda é controlada pelos 'jihadistas'.

Em leitura:

Iraque: Reforço da ofensiva em Mossul e cada vez mais civis e fuga

Tamanho do texto Aa Aa

As forças iraquianas intensificaram a ofensiva para reconquistar a parte oeste da cidade de Mossul aos ‘jihadistas’ do autoproclamado Estado Islâmico.

As forças apoiadas pelos Estados Unidos atacaram, este domingo, quatro bairros na zona ocidental de Mossul, o último grande bastião do ‘Daesh’, no Iraque.

Nas duas semanas desde o início da ofensiva nas áreas a oeste do rio Tigre, mais de 45 mil pessoas fugiram da cidade, segundo os dados da Organização Internacional de Migrações.

Um desses deslocados explica que, na parte oeste da cidade, as pessoas estão a “morrer à fome. Não há comida, não há sequer arroz. A fome e os bombardeamentos obrigaram-nos a fugir de casa. Não aguentamos mais, estamos exaustos”, conclui.

Os deslocados estão a ser transportados para campos improvisados a sul de Mossul.

As Nações Unidas estimam que ainda estejam mais de 700 mil civis encurralados na parte ocidental de Mossul.

Desde o lançamento da operação para reconquistar a cidade ao ‘Daesh’, em outubro do ano passado, cerca de 191 mil pessoas deixaram Mossul, mais de 100 mil são crianças, informou a UNICEF.